PADRÕES DE CONDUTA PARA EMPRESAS

Enfrentando a discriminação contra Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Pessoas Trans & Intersexo

A campanha da ONU Livres & Iguais e líderes da iniciativa privada lançam os Padrões de Conduta para Empresas – enfrentando a discriminação contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis, pessoas trans e intersexo. O documento, elaborado pelo Escritório do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH), visa fortalecer o envolvimento das empresas na promoção da igualdade de direitos e tratamento justo da população LGBTI.

SOBRE OS PADRÕES DE CONDUTA

O Escritório das Nações Unidas para os Direitos Humanos lançou os Padrões de Conduta para Empresas no enfrentamento à discriminação contra pessoas LGBTI. Baseado em normas internacionais, incluindo os Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos, a iniciativa busca mobilizar empresas – pequenas, médias, grandes – de todos os países do mundo em torno do respeito aos direitos humanos de pessoas LGBTI (funcionário(a)s, fornecedore(a)s ou mercado consumidor).“Empresas brasileiras podem desempenhar um papel de liderança para promover maior inclusão de pessoas LGBTI não só no país, mas em toda a região”, diz Fabrice Houdart, Oficial de Direitos Humanos das Nações Unidas e co-autor dos Padrões.

NOSSA IDEIA É QUEBRAR AS BARREIRAS DO PRECONCEITO

Globo lança Corpo: Artigo Indefinido  – BAICE AQUI!
Caderno Globo sobre Gênero lançado em evento no Rio de Janeiro

Evento abordou temas como representatividade, feminismo e masculinidade, em parceria com as Nações Unidas e diversas instituições, para atuar na mobilização da sociedade para o fortalecimento de uma cultura que não apenas tolere, mas respeite e discuta amplamente os direitos humanos. O evento contou com a parceria da ONU Mulheres, do Fundo Elas de investimento social e do projeto de justiça social [SSEX BBOX] na construção do conteúdo da programação.

DEPOIMENTOS

“Em 2017, iniciamos uma parceria com o [SSEX BBOX] que foi fundamental para ampliar a escuta, o diálogo e a reflexão sobre temas como identidade de gênero e orientação afetivo-sexual. Pri Bertucci e Julia Rosemberg trabalharam conosco e com demais parceiros no projeto Corpo: Artigo Indefinido, que começou com um fórum no início do ano, originou uma edição do Caderno Globo sobre o assunto e culminou com um evento de lançamento da publicação, realizado em junho do mesmo ano. Ainda como parte das nossas atividades em conjunto, realizamos também um processo de sensibilização com colaboradores, que foi extremamente importante para discutir o tema internamente, com profissionais de diversas áreas da empresa. O trabalho do [SSEX BBOX] é fundamental para  estimular e ampliar o debate sobre um assunto tão importante para sociedade contemporânea”.

 

Viridiana Bertolini
– Gerente de Desenvolvimento Institucional 
Rede Globo

“Iniciamos em 2018 um longo projeto para inclusão de talentos trans na Cargill. A DIVERSITY BBOX foi fundamental na etapa de sensibilização desnosses colegas para criação de um ambiente mais inclusivo para es noves profissionais (trans). O conteúdo, a didática e a empatia dxs consultores doDIVERSITY BBOX foram decisivos para criar um espaço de diálogo e abertura para o aprendizado, justamente o que precisávamos para receber es profissionais da maneira mais natural e inclusiva possível.”

William Ramos
– Gerente de Projetos & Líder Cargill Pride Network no Brasil

Em 2017 tive o primeiro contato com o[SSEX BBOX], eles eram fellows de uma plataforma da Red Bull Brasil chamada Amaphiko. Nesse mesmo ano, nos questionávamos como abordar o tema de diversidade de forma genuína na empresa. Assim, unimos forças em um projeto que impactou todos os níveis da Red Bull Brasil. Trabalhar com elxs no braço de DIVERSITY BBOX, foi um dos maiores privilégios profissionais que já tive, tanto pela abertura com que nos ouviram e atenção dada ao projeto, como também pelo alto nível intelectual das discussões. Elxs realizaram workshops por todo Brasil, começando na matriz em São Paulo com o C-level, indo em todos os escritórios (Recife, BH, RJ, POA), nos ajudando a sensibilizar e criar um environment que permitisse pessoas a serem verdadeiramente quem elas são. Realizaram também um senso que nos ajudou a ter uma correta fotografia do cenário presente da empresa e a partir dai criar os grupos de afinidade e suporte. Um trabalho incrível, de muita dedicação e entrega”.

 

Deborah Abi-Saber
– Diretora de RH  
Mercado Bitcoin (ex Gerente de RH Red Bull Brasil)

COMO PODEMOS SERVIR SUA EMPRESA

Cultura

As ações culturais contam com a participação de educadores, ativistas, artistas e demais pessoas que vivem a diversidade, propomos discussões que aprofundam o conhecimento da temática da diversidade sexual e de gênero, por meio de exibição de filmes seguida de debate. Promovendo assim o fomento de um ambiente respeitoso, seguro e saudável para as pessoas LGBTQIA.

Educação

As ações de educação têm como objetivo sensibilizar e mobilizar os colaboradores da empresa a fim de que não só estejam preparados para lidar com uma equipe plural mas que também fomentem e construam essa pluralidade no ambiente de trabalho. É aí que entram os multiplicadores, que têm papel fundamental na disseminação do conteúdo para a equipe e para fornecedores, clientes e os outros públicos que as atividades da empresa possam interessar e impactar.

Comunicação

As ações de comunicação tencionam apoiar a empresa para o desenvolvimento de uma comunicação interna e externa que promova e acolha a valorização da diversidade da população LGBTQIA, por meio do desenvolvimento de cartilhas, manuais e folders institucionais. Além disso, auxiliamos a empresa a identificar (e, sobretudo, não incorrer no) pinkwashing, garantindo, assim, solidez e honestidade naquilo que se comunica interna e externamente.

Retenção

As ações de retenção são focadas no pós-contratação, quando é preciso promover a qualidade de vida destes colaboradores no ambiente corporativo e sua retenção na empresa. Além disso, visamos dar apoio aos gestores para discussão e encaminhamento de questões relativas ao processo de inclusão.

Por que valorizar a diversidade?

Sociedade plural, equipe plural

Considerando a diversidade encontrada na sociedade brasileira, uma empresa plural é mais competente em entender os problemas e necessidades seja de clientes, fornecedores ou outros públicos interessados nas atividades da empresa.

Pessoas diferentes, ideias diferentes

Um grupo heterogêneo trabalha com uma pluralidade de habilidades, atitudes e conhecimentos que podem melhorar a solução de problemas e a tomada de decisão de sua empresa. A diversidade também fomenta a inovação e a criatividade.

Quem vê cara, não vê talento

Talento não “escolhe” gênero, orientação afetivo-sexual, raça ou qualquer outro marcador identitário. Um ambiente organizacional receptivo à diversidade, portanto, aumenta o pool de talentos da sua empresa e torna o clima favorável ao desenvolvimento individual.

Ambiente seguro, equipe produtiva

Um ambiente organizacional no qual as pessoas sintam-se seguras para serem quem são permite que cada indivíduo desenvolva-se em seu pleno potencial e que seu foco seja aplicado plenamente no trabalho.

Juntes pela inclusão

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Temos o objetivo de apoiar o desenvolvimento de um propósito empresarial de promoção da diversidade sexual e de gênero, confluindo com quatro Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Panorama LGBT

A população LGBT é, ainda hoje, alvo de preconceito e discriminação em várias esferas e níveis e, muitas vezes, tem tolhidos os seus direitos mais básicos. É uma população vulnerável que encontra pouco acolhimento em uma sociedade hostil às inúmeras expressões de gênero e ampla diversidade sexual.

Interessade?

Deixe seu nome e e-mail que entraremos em contato.

Ou envie um e-mail para contato@diversitybbox.com

Clientes

Parceiros