CONTEÚDOS DESENVOLVIDAS
PELA [DIVERSITY BBOX]

POR QUE VALORIZAR A DIVERSIDADE?

VIÉSES INCONSCIENTES

LGBTQIA+

MULHERES NAS ORGANIZAÇÕES

MASCULINIDADES

DIÁLOGO SOBRE BRANQUITUDE E EQUIDADE RACIAL

INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

GERAÇÃO | 50+

INTERSEC-
CIONALIDADES

POR QUE VALORIZAR A DIVERSIDADE?

SOCIEDADE PLURAL,
EQUIPE PLURAL

Considerando a diversidade encontrada na sociedade brasileira, uma empresa plural é mais competente em entender os problemas e necessidades seja de clientes, fornecedores ou outros públicos interessados nas atividades da empresa.

QUEM VÊ CARA,
NÃO VÊ TALENTO

Talento não “escolhe” gênero, orientação afetivo-sexual, raça ou qualquer outro marcador identitário. Um ambiente organizacional receptivo à diversidade, portanto, aumenta o pool de talentos da sua empresa e torna o clima favorável ao desenvolvimento individual.

PESSOAS DIFERENTES,
IDEIAS DIFERENTES

Um grupo heterogêneo trabalha com uma pluralidade de habilidades, atitudes e conhecimentos que podem melhorar a solução de problemas e a tomada de decisão de sua empresa. A diversidade também fomenta a inovação e a criatividade.

AMBIENTE SEGURO,
EQUIPE PRODUTIVA

Um ambiente organizacional no qual as pessoas sintam-se seguras para serem quem são permite que cada indivíduo desenvolva-se em seu pleno potencial e que seu foco seja aplicado plenamente no trabalho.

Também trazemos pesquisas que mostram como esses quatro pontos se traduzem em resultados financeiros mensuráveis:

empresas com
diversidade de gênero

mais propensas a terem performance superior

empresas com
diversidade étnica

mais propensas a terem performance superior

em outras palavras, há uma correlação positiva entre uma liderança mais diversificada e performance financeira superior.

VIÉSES INCONSCIENTES

PRIVILÉGIO

Todos nós temos vieses. Não podemos viver sem eles porque, essencialmente, estamos sempre vivendo dentro de um contexto social. Nós incorporamos nossos contextos sociais.

O viés inconsciente tangencia calibrar nossas tomadas de decisão com base em pré-conceitos, sem benefício da reflexão.
Existem vários critérios que podem gerar privilégios. Apresentamos teoria e exercícios interessantes como ferramenta.

LGBTQIA+

DESCONSTRUINDO O CONCEITO DE “NORMALIDADE”

Nós promovemos a compreensão da identidade com uma abordagem inovadora, expansiva e inclusiva

CENÁRIO I PANORAMA DA POPULAÇÃO LGBT
NO BRASIL

Entenda quais são as maiores dificuldades em relação ao combate a homo, lesbo e transfobia e as conquistas mais recentes em garantia de direitos.

O Brasil lidera os rankings de violência contra pessoas trans, segundo levantamento da ONG Transgender Europe.

MULHERES NAS ORGANIZAÇÕES

Assim como o gênero masculino, o “feminino” também é algo ensinado às garotas desde cedo. Já parou para pensar que desde que nascemos, nos ensinam que balé e cor rosa é coisa de menina e futebol e azul é coisa de menino?

Assim como os homens, as mulheres são colocadas dentro de várias caixas. Para acabar com isso, é preciso desconstruir ensinamentos e garantir a igualdade de oportunidades.

MASCULINIDADES

Nos últimos anos, a discussão em torno da identidade do homem contemporâneo sugere que há uma verdadeira crise da masculinidade.

“Os homens têm de encontrar formas de viver melhor com eles mesmos porque estão se matando entre si, perdendo uma série de coisas que são parte da vida cotidiana e que são muito importantes: compartilhar a criação dos filhos, poder amar, poder sentir, poder chorar…”

DIÁLOGO SOBRE BRANQUITUDE E EQUIDADE RACIAL

Muito se discute o que é ser negro (a) no Brasil, os efeitos de um país escravocrata para essa população e os mecanismos nefastos do racismo. No entanto, as pessoas brancas jamais são questionadas ou se questionam sobre sua cor ou raça, acreditando serem elas a norma, o padrão de humanidade.

O objetivo do módulo “Diálogos sobre a Branquitude” é, portanto, trazer as pessoas brancas para o centro do debate das relações raciais, como parte implicada e produtora das estruturas vigentes (desigualdades), desnaturalizar o olhar sobre o racismo de modo a enfermos suas consequências e incidirmos na sua anulação partindo de estratégias e pontos de vista relacionais.

Ações afirmativas para a equidade racial e processos de formação/conscientização. As diversidades de gênero e raça estão associadas à crescimento da receita de vendas, mais consumidores, maior participação no mercado e maior lucratividade.

De acordo com o último Censo do IBGE, a maioria da população brasileira é preta ou parda: 54% declararam-se dessa forma. Isso torna o país o segundo mais negro de todo o mundo, atrás apenas da Nigéria.

Ainda assim, as oportunidades no mercado de trabalho, nas escolas, nos salários e na política são destinadas majoritariamente aos brancos.

INCLUSÃO DE PCD

Pessoas com deficiência estudam, trabalham, passeiam, viajam, consomem, namoram, fazem tudo que uma pessoa sem deficiência pode fazer.

Mas há uma série de barreiras culturais que impedem a participação delas no mercado de trabalho e em muitos outros aspectos da vida. A exclusão social ao longo da história resultou em um mundo despreparado para atender às necessidades de pessoas com deficiência.

GERACIONAL

Muitas empresas já perceberam que a experiência dos 50+ traz vantagens sobre os profissionais mais jovens.

• Demonstram maior equilíbrio emocional;
• São melhores para realizar diagnósticos;
• Têm mais capacidade de resolver problemas;
• São mais organizados;
• Possuem mais conhecimento útil para a empresa;
• São mais confiáveis.

A população brasileira está envelhecendo rapidamente  e é crucial preparar a sua empresa para a nova realidade

DIVERSITY BRANDCARE

ESTAMOS VIVENDO UM MOMENTO BASTANTE INTERESSANTE

As redes sociais conseguiram fazer o que a televisão não foi capaz: deram espaço para muita gente.

A geração Z já veio ao mundo com os olhos grudados nas telas do celular e do computador. Sabe o que isso impacta na cultura de hoje? Estamos cada vez mais plurais, diversos, globalizados e coloridos. Esses jovens vêm com habilidades digitais, estão interessados em questões globais e lidam com diversidade melhor do que qualquer geração anterior. Eles valorizam a liberdade, o conhecimento e a auto-expressão criativa.

Esse módulo destina-se a profissionais da área da publicidade, marketing e mídia que queiram aprofundar, aprimorar e debater conceitos mais atuais – e fora da caixa – sobre branquitude, negritude, gênero e sexualidade, com foco nos LGBTQIA+ e suas interseccionalidades.

As ações de comunicação tencionam apoiar os profissionais de publicidade, marketing e mídia para o desenvolvimento de uma comunicação interna e externa que promova e acolha a valorização da diversidade da população negra e LGBTQIA+. Além disso, auxiliamos esses profissionais a identificar (e, sobretudo, não incorrer no) pinkwashing, garantindo, assim, solidez e honestidade naquilo que se comunica interna e externamente.

INTERSECCIONALIDADES

1
Olá, interessade?
Envie uma mensagem para a [DIVERSITY BBOX]
Powered by